Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Governo deve realizar mudança no comando da Secretaria de Comunicação - Radio Educadora FM

Fale conosco via Whatsapp: +55 64 992196133

No comando: Madrugadão

Das 00:00 às 05:00

No comando: Café com Viola

Das 05:00 às 08:00

No comando: Viver de bem com a vida

Das 07:30 às 08:00

No comando: Show da 103

Das 08:00 às 11:00

No comando: La Poeira

Das 08:00 às 12:00

No comando: Playlist 103

Das 08:00 às 12:00

No comando: Sequência de Classe

Das 11:00 às 13:00

No comando: Roberto Carlos – Em detalhes

Das 12:00 às 13:00

No comando: Educadora+

Das 12:00 às 16:00

No comando: Educadora+

Das 12:00 às 16:00

No comando: TOP 50

Das 13:00 às 17:00

No comando: Conexão 103

Das 16:00 às 18:00

No comando: Boteco Educadora

Das 17:00 às 19:00

No comando: Conexão Retrô 103

Das 18:00 às 19:00

No comando: Especial do Dia

Das 19:00 às 20:00

No comando: A voz do Brasil

Das 19:00 às 20:00

No comando: Expresso 103

Das 20:00 às 00:00

No comando: Expresso 103

Das 20:00 às 21:00

No comando: Expresso 103

Das 20:00 às 22:00

No comando: Apimentadas

Das 21:00 às 23:00

No comando: Cara Metade

Das 22:00 às 00:00

No comando: Cara Metade

Das 23:00 às 00:00

Governo deve realizar mudança no comando da Secretaria de Comunicação

O Palácio do Planalto deve tomar uma decisão sobre a mudança no comando da Secretaria de Comunicação, segundo informação veiculada pelo Grupo Estado. No lugar de Floriano Barbosa deve entrar o empresário e advogado Fábio Wajngarten. Também é estudada a possibilidade do porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros, acumular a função.

Quem assumir o cargo ficará responsável pelas peças publicitárias do governo, principalmente pela produção das campanhas para a reforma da Previdência. A mudança coincide com as críticas de que a comunicação do governo não “desenrolou”. “Já estamos entrando em abril e nada avançou”, diz um interlocutor no Palácio do Planalto. Wajngarten tem apoio do vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro.

A troca também ocorreria dias após pesquisa realizada pelo Ibope Inteligência, na semana passada, mostrar que a aprovação do governo do presidente Jair Bolsonaro caiu novamente. Na passagem de fevereiro para março, a popularidade do presidente caiu 15 pontos porcentuais (49% para 34%) em relação ao levantamento de janeiro. De acordo com a pesquisa, 34% dos brasileiros consideram boa ou ótima a atual gestão, contra 39% na edição anterior.

Em outubro, Wajngarten disse à Coluna do Estadão defender a criação de empresa pública voltada para a realização de pesquisas de opinião que ajudem o presidente a “tomar decisões e não ser pego de surpresa”. A “Brasil Barômetro” faria levantamentos de temas ligados a comportamento, segurança, saúde e cidadania.

Wajngarten defende, ainda, a promoção dos veículos de comunicação “éticos e comprometidos com o Brasil”. “O País merece e precisa ter uma comunicação forte.” Na época, a Coluna mostrou que ele era cotado para assumir a Secom.

Com informações do Estado de Minas

Deixe seu comentário:

Peça sua música

Pedido de Música

Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Clique aqui e faça o seu Pedido de Música

ANUNCIANTES